quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Chuva em São Paulo e em Nova Friburgo

 2° post obrigatório

No dia 12 de janeiro, você deve escrever um post comentando sobre uma notícia atual, o assunto não deve se referir a emagrecimento. Deve ser um assunto diferente dos normais da blogosfera light.

Chuva em São Paulo e em Nova Friburgo ultrapassa média histórica, diz Inpe

Mais de 250 pessoas morreram por causa da chuva no Sudeste, neste ano.
Em Nova Friburgo, nas últimas 24 horas, choveu 166 milímetros.

Mortos pela chuva no Sudeste. Na Região Metropolitana de São Paulo e em Nova Friburgo (RJ) já choveu em 12 dias o equivalente à média histórica de todo o mês de janeiro. Neste ano, as chuvas que atingiram o Sudeste deixaram mais de 250 mortos no Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

O meteorologista Giovanni Dolif, do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Cptec/Inpe), explicou que a média histórica é feita com base na chuva registrada em janeiro entre 1961 e 1990.

Em Nova Friburgo, a média para o mês de janeiro é 232 milímetros. Nas últimas 24 horas, caíram 166 e, no acumulado do mês de janeiro, foram 350 milímetros. “Somente entre 2h e 3h da madrugada [desta quarta-feira], choveu 63 milímetros em Nova Friburgo. Isso é muita água”, afirmou Dolif.

Em Teresópolis, foram registrados 82 milímetros de chuva nas últimas 24 horas. Na Região Serrana do Rio, a média histórica é 250 a 300 milímetros. Somente até terça-feira (11), foram registrados 200 milímetros de chuva.

Na cidade do Rio de Janeiro, choveu entre 100 e 150 milímetros. A média histórica para a capital é entre 200 e 250 milímetros.

Segundo o meteorologista, não ocorreu nenhum fenômeno anormal do ponto de vista atmosférico para justificar a chuva em Nova Friburgo. “Não é uma particularidade deste ano. Nós vemos chover 166 milímetros em outros pontos do país, mas quando isso acontece no Amazonas, não há problemas. Mas quando acontece em uma área vulnerável, como a região serrana, ela vai causar modificações na natureza e quem morar na área vai sofrer com isso”, disse.

Na Região Metropolitana de São Paulo, a média histórica fica entre 200 e 250 milímetros, número já ultrapassado. “Neste ano, estamos entre 250 e 300 milímetros na Região Metropolitana de São Paulo. Já ultrapassou 50 milímetros. Em poucos dias, choveu mais do que o previsto para o mês todo”, afirmou.

Dolif ressalta que o excesso de chuva não é uma particularidade deste ano e que, no ano passado, a cidade de São Paulo ultrapassou a média histórica. A capital tem média histórica de 237,4 milímetros e, em 2010, foram registrados 480 milímetros.

No Sul de Minas, já choveu nestes 12 dias entre 250 e 300 milímetros, o que equivale à média histórica para o mês. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a média histórica é igual e já choveu entre 150 e 200 milímetro. “Até agora não atingiu a média do mês, mas se continuar chovendo bastante poderá passar”, disse.

Em Espírito Santo apesar das fortes chuvas que atingiram o estado no final de dezembro, a Região Metropolitana de Vitória registrou entre 25 e 50 milímetros neste ano. O normal para o mês de janeiro é entre 100 e 150 milímetros. Segundo o Inpe, os mesmos índices foram registrados no Sul do estado, que também tem a mesma média histórica.

A notícia da atualidade não poderia ser pior, mas é a realidade de todos os anos em janeiro: as chuvas.
Não tenho muito o que dizer, peço a Deus que ajude e console cada uma das pessoas que perderam seus entes queridos, que perderam suas casas, que perderam tudo.

Bjs

11 comentários:

Anna disse...

triste demais tudo isso né... as chuvas de verão e as tragédias que trazem , vidas perdidas , destinos mudados em segundos, triste e atual... resta a nós rezar pelos que sofrem e pelos q se foram... bjim minha madrinha, e boa noite pra ti e pra familia

Lidia disse...

Nós podemos só orar pra q Deus ampare essas pessoas e de o consolo necessario pra q cada um toque a sua vida adiante..
Bjossss

Rose Light disse...

Oi Linda! Tenho acompanhado estas notícias, é de entristecer mesmo. Infelizmente não podemos medir forças com a Natureza.Força sempre! Beijinhos.

Muriel disse...

OI..
Bom dia Afilhada...
Vi pela tv e fikei muito triste com tudo isso.
Já visitei essas cidades e achei muito linda..
Realmente como disse um garotinha de Friburgo.
_ o mundo parece que está acabando...
Tenha um lindu dia !!
Força e hoje será melhor que ontem...
Bjus no coração...

Aline Silva disse...

Oi Luma,td bem ???
Realmente essa chuvarada toda tem trago muitas noticias tristes,o que podemos fazer é orar para o senhor Jesus tomar essas pessoas que sofrem com a chuva em suas mãos.

Bjus

PLLUMA disse...

Oi querida, todos estamos tristes com tantas perdas só Deus pra consolar essas pessoas que perderam tudo e pior ainda perderam pessoas de suas famílias, e nos devemos fazer a nossa parte orar por elas ecuidar melhor do nosso planeta, bjs

Mili disse...

Que isso tudo passe logo, que a chuva de uma tregua e que milhares te pessoas encontrem conforto e paz.
Se cuida. Beijos

Governo disse...

Devido aos problemas causados pela chuva em Teresópolis, Petrópolis e Friburgo, será criada nesta segunda-feira (17/1) uma força emergencial de apoio à zona rural e reestruturação da produção agrícola na Região Serrana para atuar nos municípios atingidos pelas fortes chuvas.

Eu Preciso e Vou Emagrecer disse...

situação chatissima mesmo flor então nada melhor do que o tempo neh mesmo pra poder mostrar a real pra eles, rsrs obrigada pela visita viu tenha uma linda noite e muito Boa sorte no Desafio sucesso

Muriel disse...

Oi afilhada passando pra te dsejar um ótimo final de semana...
Qualquer coisa é só gritar que rapidinho vou até aí....
Bjus no coração....

Maria disse...

oi achei teu bkog maravilhoso!! tbm estou no desafio do Nando,vou te seguir,para darmos força,umas a outras! bjoss e um findi maravilhoso!!

Postar um comentário